Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Happy & Healthy

Happy & Healthy

Dizem que depois da tempestade vem a bonança, mas por vezes, vem simplesmente outra tempestade. E entre um bote e o outro, surge a dúvida constante, entre a tentativa aflitiva de nos mantermos à tona, e a rendição à falta de forças para prosseguir na luta, ao afundamento propriamente dito, que tanto é fonte de tranquilidade como de frustração.

 

No dilúvio constante que têm sido os últimos dias, vi neste shortcake de abóbora barrado com creme de queijo magro, uma bóia de salvação, um barco de abrigo. Por vezes, mesmo quando o escuro persiste, está presente uma leve luz de presença, e esta receita traz esse conforto de lareira acesa num dia chuvoso. Quentinho, mas com um top de frescura, acompanhado de um latté morno, é sem dúvida um incentivo extra para lutar contra à maré.

 

Aconselho-vos vivamente a experimentarem esta alternativa saudável, porque este inverno promete e nada melhor para moderar os ataques incontroláveis de fome emocional, que uma receita saciante e equilibrada.

 

 

DSC_0231.JPG

  

DSC_0234.JPG

 

DSC_0193.JPG

 

Ingredientes:

  • ½ chávena de farinha com fermento;
  • ½ chávena de farinha integral;
  • 1 colher (de sopa) de linhaça;
  • 2 chávenas de puré de abóbora;
  • 4 colheres (de sopa) de leite;
  • 6 colheres (de sopa) de azeite;
  • 2 colheres de essência de baunilha;
  • 1 ovo;
  • 1 colher (de sopa) de mistura de especiarias (coentros, orégãos, canela, erva-doce);
  • 1 pitada de sal.

 

Preparação:

Num recipiente, junte a farinha, a linhaça e as especiarias.

Posteriomente, adicione a abóbora, o leite, o azeite, a baunilha e ovo. Misture bem até obter uma massa homogénea.

Leve ao forno, num tabuleiro forrado com papel vegetal, a 200ºC, por cerca de 30 minutos ou até estar cozido. Retire, corte em fatias e barre com creme de queijo fresco magro. Coma quentinho com uma bebida morna, leve para um snack prático, ou leve ao frigorífico e sirva frio. É uma receita bastante versátil, vale a pena ter sempre à mão para saltar opções menos aconselháveis este inverno. Fica a sugestão ;)

 

Hoje disse adeus ao verão, assim que caiu a primeira gota. As aulas estão aí a chegar, e já nem a última semana de férias é sagrada. Para consolar este meu desconsolo, aconcheguei-me em bolachas integrais de abóbora, feitas com a primeira da estação, colhida diretamente do quintal. Que delícia. Fi-la acompanhar de uma chávena de cevada morna, este vento estava a pedi-las.

 

DSC_0075.JPG

  

DSC_0124.JPG

  

DSC_0141.JPG

 Ingredientes:

  • 1 chávena de farinha com fermento;
  • 1 chávena de farinha integral;
  • 1 chávena de puré de abóbora
  • 1 ovo;
  • 1 colher (de chá) de fermento;
  • 1 colher (de sopa) de canela;
  • 1 colher (de chá) de orégãos;
  • 1/3 chávena de azeite;
  • 1 colher (de sopa) de mel (opcional)
  • 1 colher (de sopa) de essência de baunilha
  • 1 colher (de sopa) de linhaça

 

Preparação:

Num recipiente, junte a farinha, o fermento, a canela, as especiarias e a linhaça.

Posteriormente, adicione o puré de abóbora, o ovo, o azeite, o mel e a baunilha. Amasse bem até obter uma massa homogénea.

Num tabuleiro forrado a papel vegetal, disponha pedaços de massa idênticos, tentando moldar a forma de bolacha.

Leve ao forno a 180ºC durante 20 minutos ou até ficarem douradas.

Junte uma peça de fruta e tem um snack prático e saudável.

 

 


Salada de Setembro

por Happy & Healthy, em 05.09.15

Enquanto houver calor, há saladas cá em casa. São muito práticas de conceber e altamente nutritivas. Para mim, fazer saladas é um jogo divertido de experiências, de sabores, texturas e cores vibrantes, do qual resulta uma alimentação variadíssima.

 

Desta vez, não houve que enganar. O bacalhão apoderara-se do estrelato, mas a vontade era de framboesas. Para ensopar no molho vitamínico, feito de um fio de azeite e gotas de limão, elegi um pão de centeio rústico à boa moda da família. O jantar foi assim, leve e fresco, não houve que enganar. ;)

 

11911016_1164156906947300_567366193_n.jpg

 

  

11910944_1164162753613382_29093612_n.jpg

 

 

Selecionei para a salada, alface, tomate, cenoura, cebola roxa, pimentos verdes, bacalhau desfiado, azeitonas fatiadas, tiras de maçã com casca vermelha e, por último, polvilhei com framboesas.
Reguei com azeite e umas gotas de sumo de limão, nunca adiciono sal a receitas com bacalhau. Serve-se com pão fresquinho, às tiras. E voilà.

 


Nova parceria no Happy & Healthy

por Happy & Healthy, em 03.09.15

Alerta, alerta! Há nova parceria no Happy & Healthy, com João Rodrigues. Formado em desporto, o João é uma pessoa super dinâmica, e está pronto para dar umas dicas aos leitores mais fit da blogosfera. Acho que vamos aprender umas coisinhas valentes.

 

“É com grande prazer que, a convite da Rita, vou fazer uma pequena contribuição para este blog. Vou escrever artigos sobre exercício físico e desporto pois é a minha área. Sou licenciado em Ciências do Desporto e segui mestrado pela área do Treino Desportivo. Espero que seja uma ajuda para aqueles que procuram alguma informação extra sobre treino pois, cada vez mais, se percebe a importância do exercício físico na saúde e bem-estar. Estarei disposto a esclarecer qualquer dúvida por isso não hesitem em contactar! Bons treinos. ;)”

 

Curiosos? Muito brevemente teremos alguns artigos da sua autoria. Fiquem atentos. ;)

 

 

 


7 alimentos que vão mudar a tua pele

por Happy & Healthy, em 02.09.15

Uma pele saudável e brilhante é uma peça-chave na autoestima de qualquer pessoa. No entanto, para conseguir a pele perfeita, há cuidados essenciais a manter, que vão desde o protetor solar diário, ao cuidado com a nutrição.

 

Escolher os alimentos certos é crucial para uma pele luminosa e, além de ingeridos, podem ser também aplicados topicamente, substituindo assim a quantidade absurda de químicos em forma de cremes, que usamos diariamente.

  

Por isso, descobri 7 ingredientes que garantem um cuidado bem mais natural. Basta aplicar durante meia hora, para obter uma pele nutrida e bonita. Acendam as velinhas e ponham uma música de fundo relaxante, vão ver que o resultado final é digno dos melhores spas. Vamos a isso?

  

After-Sun-Avocado-Body-Mask.jpg

 

 

 

 

#1 Abacate

A polpa de abacate é rica em vitaminas D e E e em saponinas. Estes constituintes estimulam a produção de colagénio e conferem uma pele mais jovem, com menos rugas.

É indicado para peles normais ou secas.

  

 

#2 Ananás

O ananás possui alfahidroxiácidos, capazes de estimular a formação de colagénio, de hidratar a pele e de promover a eliminação de células mortas. A fórmula consiste em triturar a casca e a polpa do ananás, enxaguando devidamente no final da aplicação.

 

 

#3 Uvas

Uma fruta tão comum no solo português, de que frequentemente nos esquecemos de usufruir. Além do vinho, as uvas dão também excelentes cremes, devido às suas propriedades hidratantes. Devem-se triturar e, se necessário, adicionar um pouco de mel e de iogurte natural.

 

 

#4 Mel

Por falar em mel, este é um ótimo produto anti-rugas, apesar de ser mais conhecido pela capacidade hidratante. Como tal, não podia deixar de fazer parte desta lista. É muitas vezes adicionado a outras fórmulas, aplicado sozinho ou ainda juntamente com iogurte natural.

 

 

#5 Cenoura

Este é outro ingrediente capaz de proteger a pele da exposição solar, além de poder auxiliar o tratamento de eczemas ou queimaduras solares. Melhora ainda a textura da pele e confere-lhe uma tonalidade super bonita. O truque passa por triturá-la e espalhar na pele, durante os tais trinta minutos.

 

 

#6 Limão

Rico em vitaminas C e E, é um poderoso antioxidante. Pode ser aplicado às rodelas, ou também adicionado a outras fórmulas como esta: mel + limão + azeite virgem.

Recomendado para peles secas, envelhecidas ou desgastadas pela exposição solar.

 

 

#7 Pepino

Ora aqui está um vegetal que não podia deixar de fazer parte da lista. Em polpa ou em rodelas, o pepino é uma arma potente para a hidratação da pele, tendo um forte poder anti-inflamatório, atuando também como antirrugas.

 

Créditos de imagem | Pinterest


«Morrer jovem… O mais tarde possível!»

por Happy & Healthy, em 02.09.15

2a94699987223f70d11046aa50cf90e8.jpg

 

 

 

 

Envelhecer é algo que me assusta, simplesmente pelo medo do desconhecido, ou mesmo pela dificuldade que tenho na aceitação da efemeridade de tudo, incluindo de nós próprios. Porém, assim como sei que estamos geneticamente programados para envelhecer, há também evidências de que o meio ambiente condiciona a expressão desses mesmos genes. Quero com isto dizer que temos o poder de, através das nossas escolhas, modelarmos a velocidade com que envelhecemos e de prevenirmos o aparecimento de doenças.

 

Esta é uma área cada vez mais investigada no mundo, parece que todos queremos o elixir da vida. Pois eu tenho aqui 12 gotas dessa poção mágica, no frasquinho da medicina antiaging. Vão querer bebê-la?

 

 

  1. Não é segredo que uma nutrição equilibrada faz milagres. Evitem refeições abundantes, ricas em gorduras prejudiciais, como as saturadas ou as trans.
     
  2. Do exercício não se escapam. Faz mais que bem à saúde, se praticado com segurança e moderação. Meia hora de exercício de intensidade moderada, entre 4 a 7 vezes por semana, é o suficiente.
     
  3. Além do exercício, é importante manterem-se ativos no dia-a-dia, ocupando-se com uma atividade ou um interesse na vida, capaz vos tirar da cama. Não esquecendo, claro, que o descanso é fundamental. Há que reservar momentos de lazer e de férias.
     
  4. Manter o peso ideal e constante é uma premissa chave. Para o conseguirem, sugiro que adotem um estilo de vida saudável ao invés de experimentarem todas as dietas da moda, em sequência.
     
  5. O stress, a ansiedade e a depressão levam-nos a um desgaste físico e psicológico e, caso surjam, sugiro que recorram à ajuda de um profissional. É importante que cuidem da auto-estima, que mantenham um espírito otimista e que se rodeiem de pessoas positivas.
     
  6. A máxima deitar cedo e cedo erguer, não escapa à fórmula. Dormir entre 7 a 8 horas por dia, todos os dias, é o recomendado.
     
  7. Fujam das drogas, incluindo o tabaco e o álcool, pois são aceleradores do envelhecimento, degradando o organismo.
     
  8. Mantenham uma vida sexual ativa, praticando sexo seguro. Em caso de dúvidas, recorram a um médico ou a um centro de saúde, não esquecendo que estão protegidos pelo sigilo profissional.
     
  9. Usar o cinto de segurança ou o capacete, se for o caso, moderando a velocidade, é uma medida eficaz, muitas vezes subestimada.
     
  10. Façam um check-up médico anual, ou de acordo com as recomendações do profissional de saúde.
     
  11. Manter a espiritualidade ou a religiosidade pode ajudar a ultrapassar algumas dificuldades e a diminuir a ansiedade. É uma prática que tem sido associada a uma maior longevidade.
     
  12. Não aceitem de ânimo leve sintomas que vos causem mal-estar, como parte natural do envelhecimento. Devemos tentar combatê-los ou minimizá-lo, com a ajuda de profissionais.
     

   

Certamente, alguns de vós estarão a pensar que estas recomendações não são novidade. Mas pergunto-vos, quantos items cumprem regularmente? A dificuldade está em praticar estas técnicas no dia-a-dia, no seio de uma sociedade em que os maus hábitos estão cada vez mais enraizados. Fica o conselho, nunca é cedo ou tarde para começar. Estimulem o corpo e a mente e lutem para se manterem jovens.

 

* Frase do título é da autoria de Pernette du Guillet

Créditos de imagem | Pinterest

 


De encantos tamanhos

por Happy & Healthy, em 31.08.15

final5.jpg

 

final6.jpg

 

final9.jpg

  

final.jpg

 

final3.jpg

 

final8.jpg

 

final10.jpg

  

Hoje é o último dia do mês e está na altura de fazer o balanço.

Este verão foi muito positivo em viagens, em reflexões e descobertas. Tive a sorte de conhecer alguns cantinhos de Portugal que para mim eram ainda mistério e, ao contrário do que costumo fazer, este ano mantive-me longe das costas alentejana e algarvia, apesar das paisagens paradisíacas. Achei que era altura de mudar de ares.

 

No norte do país, as praias revelam uma subtil beleza selvagem (felizmente longe ainda dos holofotes turísticos que arruinaram o sul, arrancando-lhe as raízes da cultura portuguesa). O mar, apesar de, em geral, mais frio ou até mais bravo, tem propriedades minerais de louvar, como o seu rico teor em iodo.

Temos a sorte de viver num país com uma costa riquíssima do Algarve ao Minho, e eu, pessoalmente, gosto de aproveitar todas as suas vertentes. De viver a luz deste Portugal, de encantos tamanhos.

 

 

 

 


Trufas de frutos secos

por Happy & Healthy, em 30.08.15

trufas1.jpg

   

trufas2.jpg

 

 

Este é um snack super fácil de confecionar e prático para levar para todo o lado - para a faculdade, trabalho, praia ou mesmo para um passeio. Pode-se juntar uma peça de fruta ou um iogurte, resultando assim num lanche saboroso e nutritivo. Vamos a isso?

 

Ingredientes:

1 chávena de cajus neutros, nozes e amêndoas, demolhados 6 horas, no mínimo;

1 cenoura ralada;

3 colher (de sopa) de flocos de aveia

2 colheres (de sopa) de mel - opcional;

1 colher (de sopa) de linhaça em pó;

1 colher (de sopa) de canela;

Sementes de sésamo;

Raspa de limão a gosto;

Côco ralado ou raspas de chocolate negro para polvilhar.

  

Preparação:

  1. Picar os frutos secos, mantendo a textura;
  2. Juntar a cenoura ralada, os flocos, o mel, a linhaça, a canela e a raspa de limão. Misturar tudo até obter uma massa homogénea.
  3. Moldar pequenas bolas;
  4. Polvilhar com as sementes, côco ralado ou chocolate negro;
  5. Reservar à temperatura ambiente ou no frigorífico até à hora de servir.

 

 

 


Boom de antioxidantes

por Happy & Healthy, em 26.08.15

Sempre que ouço a palavra antioxidantes, vem-me à cabeça o vermelho. Vermelho escuro de romã, vermelho vivo de morangos e rosado de frutos do bosque (provavelmente devido à forte publicidade associada a sumos pouco saudáveis).

 

Apesar desta palavra da moda nos chegar, geralmente, na forma de anúncios pouco recomendados, queria-vos transmitir que os seus benefícios são bem reais.

 

Os antioxidantes são capazes de neutralizar radicais livres, partículas instáveis que se formam no organismo, contribuindo para o processo de envelhecimento. Por outro lado, determinados fatores como uma alimentação inadequada, doenças infeciosas ou um ambiente poluído podem fazer aumentar a concentração de radicais livres. Desta forma, incluir antioxidantes na dieta contribui para atrasar o processo de envelhecimento, assim como para prevenir algumas doenças (patologias coronárias e vasculares, cancerígenas, neurodegenerativas, demências, etc).

  

Entre os antioxidantes conhecidos cito o selénio, as vitaminas A e C, o betacaroteno, coenzima-Q10, curcumina, zinco, polifenóis, flavenóides, resveratrol, melatonina, etc., que podem ser encontrados em alimentos tão comuns como vegetais (aipo, abóbora, cebola, alho, alcachofra, alface, beterraba, cenoura, feijão verde, pimento,...), fruta (ananás, banana, uvas, melancia, frutos vermelhos, pêra, maçã, laranja e limão,...), frutos secos (noz, amêndoa, amendoim, pinhão,...), cereias (aveia, trigo,...) e algumas leguminosas (ervilhas, lentilhas,...).

 

Portanto, uma alimentação variada, rica em legumes e frutas, é uma excelente fonte de antioxidantes.

 

Se depois de tudo isto ficaram com vontade de um boom de neutralizantes de radicais livres, aqui fica a receita de um smoothie saboroso e cheio de cor. Excelente para o pequeno-almoço, snack ou mesmo para uma refeição pré-treino.

 

smothie2.jpg

  

 Ingredientes:

  • 1 chávena de framboesas congeladas,
  • 1/2 chávena de beterraba ralada,
  • 1 colher de sopa de linhaça,
  • 1 colher de sopa de sementes de chia,
  • 1 iogurte natural magro (ou de soja),
  • 1 colher de chá de essência de baunilha,
  • 1 pitada de canela.

 

Preparação: Bater tudo no liquidificador e voilà. Super simples. ;)

 


Bom grão fará bom pão

por Happy & Healthy, em 20.08.15

paopao.jpg

  

pao3.jpg

  

O pão é das melhores coisinhas já inventadas, não concordam? Escusam de torcer o nariz, pois garanto-vos que não estraga a dieta, como se diz por aí. Muito pelo contrário, na dose certa, pode inclusivamente ser um ótimo aliado numa alimentação saudável. Mas é preciso saber escolhê-lo... e comê-lo.

 

Trata-se de um alimento rico em fibras, facilitando assim o trânsito intestinal e contribuindo para a eliminação de gorduras prejudiciais ao organismo. Aumenta também a saciedade.

 

Não caiam em mitos, nem temam os hidratos de carbono, que devem constituir entre 50-60 % da nossa alimentação diária. Ao invés, a preocupação deve-se focar em eleger aqueles que mais benefícios nos trazem, preferindo alimentos ricos em vitaminas, minerais e fibras, com baixo índice glicémico, como as verduras, frutas e cereais integrais. O pão pode muito bem contribuir para esta fatia (até porque, convenhamos, seria muito difícil aderir a um estilo de vida privando-nos de alimentos tão básicos da nossa sociedade, como o pão). Como tal, façamos dele um aliado e aprendamos a escolher o que melhor nos convém.

 

 

Tipos de pão

 

Entre as variedade mais comuns, os mais recomendados são:

 

  • Pão de mistura - São pães confecionados à base de mistura de cereais, podendo ser mais equilibrados. Este tipo de pão é rico em fibras e vitaminas do complexo B e portanto, traz também benefícios nutricionais associados. Dentro deste tipo, há bastantes variedades artesanais que podem trazer vantagens pelo método de cozedura e pela proximidade cultural. Alguns duram uns dias extra, sem conterem os típicos aditivos.

* 263 Kcal / 100 gr

   

  • Pão integral - Pode ser feito com 100% de farinha integral ou ter uma percentagem de farinha refinada. No entanto, é muito rico nutricionalmente e contém um elevado teor de fibras. Quanto mais escuro e denso, melhor.

  * 220 Kcal / 100 gr

 

  • Pão de centeio - Feito à base de farinha de centeio, é também rico em fibras. Pode contudo, incluir algum teor de gordura.

  * 263 Kcal / 100 gr

 

  • Pão de soja, de alfarroba, com cereais, com frutos secos, etc - Atualmente têm surgido inúmeras opções no mercado. Estes elementos adicionais podem representar uma vantagem nutricional, com presença de outros oligoelementos benéficos. Por exemplo, para mulheres em perimenopausa o pão de soja poderia ser uma boa opção, uma vez que é rico em estrogénios vegetais. Porém, é necessário estar atento à presença de aditivos prejudiciais. Se gostar do rótulo, introduza alguma destas variedades na sua dieta, alternando com as opções mais tradicionais.

   

 

Entre os menos recomendados, cito:

 

  • O pão de trigo comum que, quando comparado com as opções acima referidas, contêm um elevado indíce glicémico, sendo pobre em fibras.

 

  • O pão branco, pão de forma, pão de hambúrguer/cachorro, pães de leite, croissants (um produto de pastelaria), são desaconselháveis e devem ser substituídos por uma das opções anteriores, uma vez que são ricos em açúcares e gorduras saturadas. Aliás, tenho quase uma regra - quanto mais tempo durar, menos aconselhável será.

 

 

Quantidade

 

Ainda que benéfico, o pão, como tudo o resto, deve ser consumido com conta, peso e medida. Num regime normal, a quantidade recomendada é de cerca de 80 gramas por dia, equivalente a uma média de dois pães.

* 80 gr de pão de integral equivale a 176 Kcal, perfeitamente aceitável quer numa dieta de emagrecimento, quer numa dieta de manutenção.

 

 

Acompanhamento

 

Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és. Este lema pode muito bem ter sido inspirado numa sandes de presunto. Isto porque a real preocupação em muitos casos é que gulodice se acrescenta à fatia. Apostar constantemente em produtos de charcutaria, em queijos gordos, em doces cheios de açúcar ou produtos com maionese, não é de todo uma boa ideia para quem pretende uma alimentação saudável. Ficam aqui algumas sugestões de acompanhamentos simples e saudáveis, mas atenção às quantidades:

 

  • Salada (faço muitas vezes as minhas sandes com sobras de saladas, e nunca me arrependo!);
  • Ovo cozido;
  • Queijos magros (queijo fresco, requeijão light, ou queijos magros);
  • Fiambre de aves;
  • Doce caseiro light;
  • Ervas aromáricas;
  • Fruta;

  

Segue-me também aqui: FACEBOOKINSTAGRAM | BLOGLOVIN

 

 

[Informação nutricional retirada da Tabela de Composição de Alimentos do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge]

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D