Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



The Kooks marcaram a noite em Coimbra

por Happy & Healthy, em 16.05.15

Não se pode dizer que fui longe, mas também não precisava! Os The Kooks estiveram ao rubro no Parque da Canção, em Coimbra, e foram o começo ideal para mais uma grande noite na mítica Queima das Fitas. Para os presentes e ausentes, aqui fica uma música para começar/acabar bem o dia! ;)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

blog.jpg

 

 

Ainda nem estou em mim com o que me acabou de acontecer e, claro, vou ter que desabafar com vocês!

 

Pensava eu que tinha um blog (quase) insignificante, ainda que girito vá, e eis que surge de repente uma pessoa-muito-indignada, espalhando freneticamente os seus comentários pelo meu blog e facebook fora:

 

"Agradecia que removesse de imediato a minha receita e imagens do seu blog e facebook. Que lata!! Utilizou as minhas fotografias e receita sem autorização, além de dizer que a receita foi adaptada da minha quando é cópia na íntegra."

 

"Agradecia que removessem TODAS as minhas receitas e imagens que estão no vosso BLOG e Facebook, e que forma utilizadas sem autorização. Se não o fizerem o quanto antes terei de proceder legalmente. Grata"

  

"Não podem estar boas da cabeça..."

  

E depois de eu ter respondido...:

"Boa tarde. Removo sem problema algum, só coloquei porque costumo seguir o seu site e gostei das fotografias, apesar de já ter visto as receitas em outros sítios. Além do que coloquei sempre referências e o link directo para a sua página, portanto não se trata de qualquer tipo de plágio. Agradecia que moderasse as palavras, pois tudo se resolve com educação. Com os melhores cumprimentos."

  

...Ainda se sentiu na obrigação de continuar no blog...

"Ponha a mão na consciência. Nunca se usa imagens de outros sem autorização e a lata de dizer que a receita e "adaptada" quando não é mais do que uma cópia. Se já viu a receita noutro lado, vá buscar as imagens e receita a esse lado. Aliás já que e tão criativa e fez a tal receita (as) tira a sua fotografia e adapte a sua maneira. Muito sucesso"

  

  ***

 

Ups, parece que lhe fiz comichão atrás da orelha.

 

Meus queridos leitores, eu sinto-me na obrigação de me explicar:

  

Se seguem o meu blog, já devem ter percebido que se trata de um blog sobre estilo de vida saudável. Criei-o porque, como já vos disse, sinto muitas vezes que, nestes sites ditos 'saudáveis', vai-se a ver e uma pitada de açúcar aqui, uma colherzinha de óleo além, e vai que não vem, são logo mais umas quantas gramas de gordura saturada.

 

Devem saber também que costumo referênciar sempre os sites de onde tiro as receitas e fotos. Mas, ao que parece, há sites que não querem ser vistos. A propriedade é tão própria que Ai de quem os apreciar, ou sequer referênciar! Senti-me na obrigação de vos alertar que se forem a estes sites buscar ideias para o jantar, é melhor comerem depressa, porque se vos vêem a cozinhar uma receita "roubada"...ai ai ai... alguém vai ser processado!

  

 

Se calhar devia retirar as fotos de exercícios físicos que tenho para inspirar os meus queridos leitores, porque o inventor dos abdominais ainda se pode lembrar de me vir bater à porta e depois é que são elas!

  

Há também toda uma problemática de interpretação da língua portuguesa. Ora: "receita adaptada" - receita em que se pegou e se adaptou, na qual alguns ingredientes foram alterados. Hummmm. A mim parece haver uma diferença, ainda que sublime, entre "adaptar" e "copiar na íntegra"! Para os mais distraídos, eu dou um exemplo práctico:

 

Lembram-se destas espetadas de fruta com molho de maracujá que pus há uns tempos no blog? Ora, eu vi esta receita inicialmente em três sítios:

 

  • site-da-pessoa-muito-indignada
  • site da Direção-Geral de Saúde
  • site do Pingo Doce

 

Optei por referênciar o primeiro porque, além de ser um site que sigo (ou seguia), tinha uma foto mais apelativa. Apesar disso, havia uma pequena diferença entre esta receita e as outras duas (diferença essa que eu tinha obrigatoriamente que alterar): a primeira receita continha iogurte grego no molho de maracujá, enquanto dos outros dois sites apenas tinham água e maracujá.

 

Ora, na minha versão, leia-se adaptada!, optei por um intermédio: um iogurte magro natural, para dar consistência ao molho. Isto, porque o iogurte grego de compra não é saudável, tem natas (não sei se todos, mas, pelo menos, a maioria) e, estes sites que se dizem 'saudáveis', apesar de terem receitas e imagens realmente apetitosas, fazem escorregar inocentemente para os pratos, ingredientes que acabamos por consumir, sem saber e, sem necessidade. Por isso sim, adaptei esta e adapto quase todas as receitas, para que os meus leitores constatem que é possível uma alimentação visivelmente apelativa, deliciosa e, ainda assim, saudável.

 

Já agora paira uma questão no ar: qual das três receitas veio primeiro?  Será a pessoa-muito-indignada, a mente brilhante que se lembrou primordialmente de espetar fruta em pauzinhos e salpicá-la com maracujá? Talvez a pessoa-muito-indignada devesse mesmo ir em frente e exigir a sua estrela Michelin caseira! Corria era o risco de irritar os espíritos pré-históricos que, eventualmente, entre um porco e um javali, se tivessem lembrado de tal achado. Mas isso, já são opções que se têm que tomar na vida!

 

 Mas há sempre uma certa decepção, não há? Quando aquela pessoa que até teve um programa de televisão (e por acaso até esteve envolvida num escândalo, por alegadamente publicar receitas nos meios de comunicação que não eram da sua autoria, sem referenciar o original - há lá coisas estranhas), aquela pessoa que vemos na imprensa, que devia demonstrar uma certa maturidade, afinal perde a pose e atira insultos à primeira oportunidade, mas enfim, é o país que temos.

As pessoas-muito-indignadas deste país deviam "pôr a mão na consciência" e lembrarem-se que partilham todos os dias, nas redes socias, fotografias que não são da sua autoria.

As pessoas-muito-indignadas deste país deviam ter aprendido que ser-se educado pode ser a opção mais simples, que um mero pedido para retirar conteúdos é mais que suficiente. Mas não, o essencial é faltar ao respeito, baixar o nível. Há um gosto em chamar a atenção, mesmo que pelos piores motivos.

  

E por isso, meus queridos leitores, senti necessidade (e obrigação) de vos explicar o sucedido, o porquê de ter alterado três posts do blog (espero que com isto a pessoa-muito-indignada possa passar a pessoa-um-pouco-menos-muito-indignada): Espetadas de fruta com molho de iogurte e maracujá, para despertar sabores primaveris, Bolo de cenoura e baunilha, sem ovos, açúcar ou glúten?? Sim, é aqui!, Pãezinhos de baunilha light - até porque muitos de vocês também são bloggers. E portanto, tenham cuidado, eles andam aí! 

 

Mas agora, que já estão alertados, continuemos todos a ser Happy and Healthy :)))

 

Nota: Para mais indignações, é favor contactar por e-mail happyandhealthyclub14@gmail.com

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fitas Amarelas pelas ruas do Porto - Fotorreportagem

por Happy & Healthy, em 06.05.15

1.jpg

   

2.jpg

   

3.jpg

  

4.jpg

  

5.jpg

  

5,2.jpg

   

6.jpg

 

6.2.jpg

 

7.1.jpg

 

7,2.jpg

 

7.2.jpg

  

8.jpg

 

9.jpg

 

10.jpg

  

11.jpg

  

13.jpg

O celebrar de várias lutas, de pequenas vitórias, de muitas derrotas. O percorrer de um sonho.

 

 

O blog no: FACEBOOKINSTAGRAM | BLOGLOVIN

Autoria e outros dados (tags, etc)

Me & You and You & I

por Happy & Healthy, em 21.04.15

Um olhar, um desejo, um convite. Um filme que ninguém vê, um beijo, uma noite. Várias noites. Um encanto. Uma harmonia, uma união, uma intimidade. Paixão, Entrega, Amor. Uma discussão, um fim... uma memória. Insistir ou deixar partir.

 

Me & You, uma curta-metragem que me cativou desde o primeiro minuto (dos sete totais), retratando diferentes fases de um relacionamento. Senti uma forte empatia com a vivência deste casal, porque é difícil não nos identificarmos. Recomendo!

 

  

 

O blog no: FACEBOOKINSTAGRAM | BLOGLOVIN

Autoria e outros dados (tags, etc)

Às segundas é geralmente o dia em que vou às compras para o resto da semana. Tento planear mentalmente as refeições para os diferentes dias, o que não é fácil, mesmo que só tenha que pensar em mim, principalmente quando estou limitada ao meu orçamento de estudante, bastante limitado por sinal!

 

Há muitas vezes a ideia de que uma alimentação equilibrada exige um gasto monetário superior, uma ideia totalmente errada. Arrisco mesmo a dizer, pela minha experiência, que é totalmente o oposto. Se soubermos fazer escolhas certas, teremos não só uma alimentação saudável, como também sustentável.

 

Como? Acho que este vídeo pode ajudar!

 

 

* Vídeo realizado em 2013 por alunos da Universidade do Porto.

 

Ideias Principais:

  • Planear as refeições com antecedência;
  • Consumir produtos da época e nacionais;
  • Preferir produtos de peixaria/charcutaria, a produtos previamente embalados;
  • Comparar rótulos e fazer escolhas inteligentes;
  • Levar sacos de casa.

 

 

O blog no: FACEBOOKINSTAGRAM | BLOGLOVIN

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estudar medicina tem destas coisas...

por Happy & Healthy, em 17.04.15

Estudar medicina, tem destas coisas. De cadeira em cadeira, há sempre dilemas éticos que se levantam. A medicina leva-nos a questionar entre o preto e o branco, a caminhar sobre a linha cinzenta.

 

Falo-vos nisso porque, esta semana, tive uma reunião com um médico psiquiatra, sobre comunicação clínica. É uma área que estou a achar extremamente interessante, que nos ensina que, como médicos, teremos que colocar as necessidades do doente antes das nossas e, acima de tudo, compreendê-las, no seu contexto. E, apesar de ser algo necessário, acreditem que na prática, pode ser extremamente duro. 

 

Enquanto discutíamos o caso de uma adolescente que queria engravidar, acabou por partilhar uma situação que havia vivenciado. Disse-nos que no Brasil chegou a trabalhar numa consultório ambulante, prestando um serviço mais perto da comunidade, nomeadamente a grupos de risco. Havia, então, estes miúdos, com idades entre os 8 e os 9 anos que viviam na rua, prostituindo-se. Óbvio que tinham obrigação de reportar às autoridades, mas era sabido que os meninos eram recolhidos em instituições, até fugirem e voltarem à rua. Um ciclo que não se quebrava. Sabiam também que mal saíssem dali, eles retornariam às atividades sexuais remuneradas. E a questão que se levantava era: deviam ou não dar preservativos às crianças?

 

Sim, eu sabia que estas situações existiam, mas... mas... mas! Quando questões destas se impõem, só consigo pensar que há algo de muito errado neste mundo! E de quem é a culpa?

 

http://www.webquestfacil.com.br/pastas/4248/Pirulito.jpg

 

 

O blog no: FACEBOOKINSTAGRAM | BLOGLOVIN

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bianca - A Magra que queria ser Obesa

por Happy & Healthy, em 07.04.15

Bianca é uma senhora dos seus 60 anos. No seu rosto, por entre madeixas louras, destaca-se à primeira vista, um excesso de pele, flácida, que deixa advinhar algum emagrecimento prévio. Um olhar mais atento para os olhos de lá, notaria uma falta de brilho, de amor pela vida.

 

Foi no decorrer da consulta que desvendou a sua história: uma vida stressante, com que justificava cerca de 150 Kg no seu 1,60m. Nessa época, sofria também de apneia do sono, associada à obesidade, sentindo-se tão cansada que chegou ao adormecer em pé, assim que acabou de tirou um café, mesmo antes de lhe juntar o açúcar.

 

Porém, desde que colocou o bypass, perdeu 90 quilos e a sua vida mudou drasticamente..."para pior". Com o emagrecimento, "outras doenças vieram por arrasto": doença pulmonar, auditiva, depressão, e é ainda seguida pela neurologia. O seu fáceis era triste, de desânimo.

 

Não pude deixar de pensar que a Bianca de antigamente não caberia na cadeira era agora examinada. Mas, pelo seu discurso, juraria que, num fechar de olhos, voltaria aos 150.

 

bianca.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maratona da Saúde - Diabetes, sempre à espreita

por Happy & Healthy, em 27.03.15

De vez enquando, a televisão portuguesa até consegue ter iniciativas produtivas. E já que somos tão bons a criticar o que está mal, também devemos elogiar quando está bem, não acham?

 

Está neste momento a decorrer na RTP1 uma "Maratona da Saúde", um programa a alertar para a Diabetes Mellitus, e angariar fundos para a investigação científica nesta área, fundamental para que surjam novas opções terapêuticas. Qualquer um pode fazer o seu donativo, na quantidade que desejar.

 

A diabetes é uma doença crónica com uma prevalência importante no nosso país, muito em consequência do estilo de vida errado que adotamos. Tal como alertaram no programa, com uma alimentação adequada e exercício físico, podemos reduzir em 80% a probabilidade de desenvolvermos diabetes. Esta é uma doença com possíveis consequências graves para a pessoa, que passam por cegueira, doenças cardíacas e vasculares, que podem obrigar à amputação, entre outras. É necessário estarmos alerta!

 

diabetes.jpg

 

Se tiver curiosidade, pode calcular o seu risco de vir a desenvolver diabetes através deste teste. Some o número de pontos correspondentes à sua resposta em cada pergunta. Não salte perguntas.

 

1 - Qual é a sua idade?

  • Menos de 40 anos (0 pontos)
  • 40-49 anos (1 ponto)
  • 50-59 anos (2 pontos)
  • Mais de 60 anos (3 pontos)

  

2 - Qual o seu sexo?

  • Masculino (1 ponto)
  • Feminino (0 pontos)

 

3 - Se é mulher, já teve diabetes gestacional (diabetes na gravidez)?

  • Sim (1 ponto)
  • Não (0 pontos)

 

4 - Algum dos seus pais ou irmãos (de sangue) têm diabetes?

  • Sim (1 ponto)
  • Não (0 pontos)

 

5 - Já foi diagnosticado com Hipertensão Arterial?

  • Sim (1 ponto)
  • Não (0 pontos)

 

6 - É fisicamente ativo?

  • Sim (1 ponto)
  • Não (0 pontos)

  

7- Qual é o seu peso?

  • Some a pontuação correspondente à sua coluna na tabela.

  

 

 

tabela.png

 

Resultado:

 

Se o seu resultado foi igual ou inferior a 4:

Parabéns, tem um baixo risco de desenvolver diabetes. Controle os seus fatores de risco e mantenha um estilo de vida saudável e ativo para manter o seu risco baixo.

 

Se o seu resultado foi igual ou superior a 5:

Cuidado! Tem um elevado risco de desenvolver diabetes. Consulte o seu médico rapidamente para que ele o possa acompanhar e evitar que venha a sofrer da doença.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Há dias que nos surpreendem...

por Happy & Healthy, em 02.12.14

Há dias que nos surpreendem...

  

Hoje contatei com uma senhora que adotou uma criança da Libéria. O menino agora de oito anos de idade, que foi acolhido por esta família portuguesa ainda enquanto bebé, tem um irmão mais novo, esse já biológico, caucasiano. Ao contrário, A é de raça negra, além de HIV positivo.

  

Hoje senti-me redutora, perante tamanho gesto de humanidade. Observando esta mulher, que se movia sob uma figura simples, prática, e até ligeiramente desleixada, constatei que é um erro pensarmos que são necessárias grandes posses para ajudarmos os outros, quando na verdade um valor pequeno é mais do que suficiente para alguém que vive já praticamente sem nada. Um valor pequeno que ganha muito mais valor.

  

Por muito que goste de imaginar o melhor em mim, de recriar na minha mente o meu futuro 'eu' numa versão sofisticada e melhorada, não sei se algum dia seria capaz de acolher alguém nestas condições. Confesso que não sei se algum dia seria generosa e completa o suficiente para tamanho gesto.

 

n.jpg

 

E nesta certeza, de que como eu tantos outros, há uma parte de esperança neste nosso futuro que se perde, que esbarra contra a ambição de achados superfulos que todos usamos para vivermos a ilusão de um mundo moderno e perfeito.

 

Contudo, é ao ver gestos como este, que a parte de mim que ainda se comove com os contos de fadas infantis, se sente esperançosa com a possibildade real de um mundo melhor.

  

Hoje senti que valeu a pena.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Que me desculpem os patriotas, mas Merkel tem razão

por Happy & Healthy, em 04.11.14

Tornou-se explosivo o comentário de Merkel relativamente ao excesso de licenciados que mora nas digníssimas universidades portuguesas. Muitas foram as reações, sobretudo negativas e exaltadas, sobre tão indecente afirmação. Mais amena, a opinião do blog O Desemprego Deu Nisto conquistou a minha simpatia, mas não posso deixar de manifestar o meu pleno desacordo. É isso mesmo - Merkel tem razão! Mas calma, sosseguem o vosso orgulho português, que passo já a explicar.

           

Portugal está na ruína. E Portugal está na ruína, não por ser o povo pobre e ignorante de outrora, ou por ter fracos recursos, mas sim pela fraca gestão por parte do seu governo e do seu povo desses mesmos recursos. Esta tese tenho-a confirmado consistentemente. Um desses casos são as universidades portuguesas.

      

Ninguém diz que uma pessoa não deve seguir o seu sonho, prosseguir na carreira, tirar um curso superior, se é isso que deseja. E nisso não posso deixar de congratular a elevadíssima qualidade do nosso ensino português, reconhecida no mundo inteiro.

                       

A questão é que ir para a universidade tornou-se uma obrigação social. Muitas pessoas vão para as universidades mais pela vida universitária que pelo curso, vão porque não vêm outras opções válidas, porque não querem trabalhar, e, sobretudo, nos últimos anos, porque o governo oferece cursos. Sim, é verdade. O governo oferece o 3º ciclo, oferece o ensino secundário em meses, oferece entrada para o ensino superior através de concursos paralelos de rigor duvidável, nomeadamente o concurso para maiores de 23, e inclusivamente oferece cursos superiores (já nem falando dos que se tiram ao Domingo). No meio desta oferta, cresceram igualmente o número de cursos disponíveis, completamente desnecessários, para favorecer os números da OCDE e melhorar as receitas à custa dos novos alunos. Ele é curso superior de secretariado, curso superior de gerontologia, curso superior de bibliotecário,... Por este andar, qualquer dia até para ser desempregado haverá uma licenciatura.

            

Sem querer tirar mérito a estas profissões, muito dignas, convenhamos que não será necessário um curso superior para exercer este tipo de funções de caráter mais técnico. Para isso existem os cursos profissionais.

                 

Posto isto, resta-me dizer que tanta formação superior é sim uma má gestão. Os cursos existentes e respetivas vagas devem ser medidos relativamente às necessidades do país. E, para estudantes que realmente queiram prosseguir estudos porque as profissões que desejam exercer exigem um maior aprofundamente teórico dos conteúdos, deveria haver maior disponibilidade proporcional de recursos, para que pessoas com capacidades e motivo justificáveis não ficassem restringidos por razões financeiras.

                    

Para os que não se encaixam nesta categoria, e porque somos todos diferentes, dever-se-ia investir mais em cursos profissionais de qualidade que permitissem criar bons técnicos tão ou mais necessários ao mercado. Porque um curso técnico não é menos nem mais que um superior, é diferente. E todos estes profissionais são necessários.

        

E é nesta falta de visão que Portugal falha enquanto gestor dos seus recursos e Merkel não teve dificuldade em constatá-lo.

es.jpeg

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Follow

Instagram