Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Happy & Healthy

Happy & Healthy


Como nascem os médicos?

por Rita Aguiar Fonseca, em 24.09.18

Nós humanos adoramos novos recomeços. Novos anos, aniversários, novos empregos, novas viagens, recém-nascidos.

Ao contrário da crença comum, um parto é um evento complexo e algo animalesco. Por debaixo do pano que encobre os joelhos e o romancismo de uma mãe suada e uivante, ansiosa por receber a sua pequena cria nos braços, há fluidos bem menos encantados, uma episiotomia bem dolorosa – à mãe e à vista – com um sangramento considerável associado, e um bebé azul agoniado em esforço por respirar pela primeira vez neste desassossego de novidades.

Parece fácil visto de fora, até glamoroso. Mas a realidade atingiu-me com um ‘splash’ mesmo em frente às minhas sapatilhas novas. Dei um pequeno salto na tentativa vã de as salvar, enquanto seguia, passo a passo, todo o procedimento.

Corre sempre bem. Exceto quando corre mal. Alguns recém-nascidos mostram-se mais perturbados nesta transição traumática entre realidades, que é o nascimento. 

038-birth-of-a-child-to-a-caesarean-sectionsurgeon

 

De certa forma, faz-me de alguma forma lembrar a faculdade de medicina.

Tal e qual um recém-nascido, os anos seguintes são dedicados a uma nova realidade: o hospital. Aprender a ver como um medico – com olho clínico, a pronunciar fluentemente nomes dignos de um trava-línguas, ajustar as rotinas de sono e de refeições a horários irregulares, também conhecidos por ‘assim que possível’, são as nossas novas prioridades...

Ler mais em Doctor Trouble

 

 

.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D